quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Amor e ódio em Estrasburgo

Edite Estrela ainda deve estar a decidir o que pensar sobre a candidatura de Paulo Rangel à presidência do PSD e a garantia de que, caso seja eleito, abandonará o Parlamento Europeu.

É que se as constantes e muitas vezes despropositadas diatribes de Rangel têm apagado a delegação socialista e exasperado a sua líder, era a reacção às mesmas que nos últimos tempos garantia a Estrela algum espaço nos telejornais…

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.