quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Antes uma intolerável demagogia do que uma intolerável exploração

Alexandre Soares dos Santos, o presidente do grupo Jerónimo Martins, lamentou-se num debate sobre a "demagogia intolerável do primeiro-ministro".
O empresário que assim fala é o mesmo que brilha em notícias internacionais, por fazer na Polónia aquilo que se poderia chamar uma intolerável exploração de trabalhadores.
É o mesmo empresário que tem uma admiração sem limites por Cavaco Silva, apoiou a campanha do actual presidente português e até esteve com ele, em visita oficial, na Polónia. Quando isso aconteceu, deu nesta notícia, citada pela esquerda.net.

Cavaco elege a Biedronka como exemplo, mas a Fundação de Helsínkia para os Direitos Humanos, organização não governamental presente em Varsóvia desde 1993, define a empresa como "o símbolo do abuso dos direitos dos trabalhadores na Polónia". Só num ano a Inspecção Geral do trabalho contabilizou 3813 violações das normas laborais.

5 comentários:

JC disse...

nem o Santos Silva bateria melhor...isso é que é fidelidade!!

Luis Melo disse...

Soares dos Santos não é um milionário. É um homem humilde, trabalhador e sério. Um empresário com visão e sucesso. Preocupado com a crise em Portugal, fala sem medo. Não deve nem teme o poder ou o corporativismo, não lambe as botas ao governo. Algo que outros (como um banqueiro que recentemente falou na TV) não fazem. Fala verdade aos trabalhadores e aos accionistas.

É isto que falta a Portugal... muitos homens como ele houvesse á frente das empresas.

Quanto ao que dizem os média. Acredito em menos de 5 %...

Anónimo disse...

Boa, Luis Melo.
Vinha aqui elogiar o Senhor Soares dos Santos, mas já o fez.
A inveja é uma coisa tremenda...
Não é, sr. Emídio???

Emídio Fernando disse...

O que eu gosto mesmo é de ter leitores inteligentes e perspicazes. De uma assentada, apanharam. Confesso: o meu sonho é explorar gente. Aliás, gostaria de ser parecido com Augusto Santos Silva, sobretudo no facto de se deitar cedo, mas ter um navio de escravos. E também confesso que invejo a juventude de Soares dos Santos. Afinal, partilho o sonho de qualquer homem: ser muito rico, mandar às malvaso código laboral, ser amigo de Cavaco Silva (ai, as conversas intelectuais que devem sair dali), e ter 75 anos! Um mimo. Como adivinharam, humm, cabeças brilhantes? Devem psicólogos ou bruxos. Se tivessem dito que tenho inveja do Brad Pitt ou do namorado da Naomi Campbel, eu diria que estavam loucos. Mas assim não: são apenas perspicazes.

Anónimo disse...

Sr, Emídio, da minha parte pode ir... não bardamerda, que era o que me apetecia escrever, mas como não sou mal educado, pode ir apanhar caracóis.
O "Anónimo"