quinta-feira, 30 de julho de 2009

Assalto à mão desarmada


Um contribuinte entrega a declaração do IRS com um dia de atraso e, por isso, é penalizado em 50 euros. Liquidada a multa, o mesmo contribuinte recebe outra notificação das Finanças, desta vez, a exigir novo pagamento de 125 euros. Por, justifica o papelinho do Fisco, ter entregue a declaração de IRS fora do prazo.

Um assalto destes só pode provocar um sentimento de solidariedade com outros assaltantes, os tais que Paulo Portas tanto condena. Estes, pelo menos, são mais honestos: quando roubam, mostram a arma e não deixam dúvidas a ninguém que estão a roubar. Não se refugiam em subtilezas legislativas ou de decretos. São bem mais confiáveis e, em comparação com o Fisco, merecem mais respeito.

5 comentários:

aviador disse...

Importa-se de repetir?

Sun Tzu disse...

Você tá um verdadeiro fascista! Perigoso submarino da direita, com esse desvio ideológico neo-liberal. Então como quer você que se construa o TGV, as Auto-Estradas e o Aeroporto, hum? Você é um daqueles que quer o país para trás? Então não percebe que tem que se pagar o progresso, a ligação á Europa? E o Magalhães? E os FreePorts da vida? Você anda a dar uma de burguês...vou já denunciá-lo á célula dos jornalistas!
Então você queria ganhar mais dinheiro, lá porque julga que o seu trabalho vale mais que o doutros camaradas? Não, o seu dinheiro vale mesmo bem, é sacado pelo Estado, depositado num banco - de preferência o BES - e depois usado para fazer obras inúteis e ser lavado em comissões decentes. Então você pensava que isso era uma democracia ocidental! Ó homem, isso é pior que a Jamba.

Cadáver Morto disse...

O verdadeiro tuga em acção.
O prazo de entrega da declaração não é suficientemente alargado para ser cumprido? Ou é preciso deixar para o último dia, ou mesmo depois do último.
É preciso meter esta piolheira na linha...

Anónimo disse...

o cheiro a boy, é mais detectável e destestável que o cheiro a cadáver. Vamos lá alterar os formalismos dos concursos, dos nossos concursos claro. Mas quanto ás multas do povo, eles que as paguem, ás multas, ás coimas e ao resto, pois claro, senão como é que iam os "cagarolas" manipular concursos, e fazer deles o que bem entendem?
Chiça, afinal os 1% de "ricos" pagam 30% do IRS!
Isto está infestado de socretinos!

Anónimo disse...

E eu avisei um amigo do amigo, da data de entrega por meios tradicionais e pela internet.
É o que dá o amigo do amigo não prestar atenção à amiga.