quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Sócrates e a Checoslováquia

Mário Lino já tinha cometido a mesma gaffe quando foi discutir as prioridades da presidência portuguesa da UE com o Parlamento Europeu, no início de 2007. Hoje, ao chegar a Bruxelas para a reunião do Conselho Europeu, José Sócrates voltou a fazer o mesmo, ao ressuscitar o "povo checoslovaco":

video

Uma gaffe cometida com o requinte de estarmos em plenas comemorações do 20º aniversário da queda do Muro de Berlim (nas quais o primeiro-ministro do povo lusitano estará presente, em Berlim, na próxima semana) e da Revolução de Veludo, que pôs fim à dita união entre checos e eslovacos, seguindo o destino de outras.

3 comentários:

caozito disse...

e os povos visigodos também ja ratificaram esse tratado de olissippo?

Anónimo disse...

é isto o que se chama mundovisão...

Osório disse...

Sócrates, esse grande Estadista. Mais um exemplo da falta de preparação deste tipo para o cargo que ocupa.