quarta-feira, 15 de junho de 2011

Um verdadeiro amor errante

A notícia já corre por aí e foi difundida pelo jornal "Público": Francisco Ribeiro de Menezes, diplomata, será o chefe de gabinete de Pedro Passos Coelho. Já trabalhou com os socialistas Luís Amado e Jaime Gama e, em tempos, avisara, através de uma letra para o 'Sétima Legião' que o amor é errante. No amor e na política a julgar pela letra:

Amor distante/ Por quem eu espero /Contando o tempo /A cada instante /Para sempre hás-de errar / Onde o vento soprar / Amor errante / Por quem demoras / Há tanto tempo?

4 comentários:

Luisa disse...

Uma pequena correcção, se não me engano esta letra é dos Diva e não dos 7ª Legião.

Emídio Fernando disse...

Escreveu para 'Setima Legião' que depois cedeu aos 'Diva', segundo me contaram (fonte que conhece estes meandros da música, que não é o meu caso). Obrigado pela atenção, Luísa

Anónimo disse...

Nada de original. O Joaquim Aguiar foi super-assessor de Eanes em Belém durante dez anos e repetiu a dose durante outra década, no mesmíssimo local, com Soares a leme.

Pedro Correia

Emídio Fernando disse...

Pedro, não escrevi o post com intenções críticas ao chefe de gabinete de Passos Coelho. Não acho que esses cargos devam ser ocupados via cartão partidário, mas sim por mérito. E isso, em Portugal, até é coisa rara. Espero que ele cumpra com zelo e profissionalismo e sirva o Estado. No fundo, o que todos deveriam fazer quando estão nesses cargos. Só achei graça à feliz coincidência a letra da música e a situação.